Publicidade

Posts com a Tag tiago fernandes

domingo, 24 de outubro de 2010 Tênis Brasileiro, Tênis Masculino | 23:29

Plano B

Compartilhe: Twitter

Claudicando lá fui eu passear na Sociedade Harmonia de Tênis acompanhar o segundo dia de partidas pelo qualy, que foram mais rápidas do que o esperado.

Logo de cara encontro Luiz Mattar que escolheu o mesmo programa, o que para ele faz ainda mais sentido já que é sócio do Harmonia. Almoçamos e colocamos a conversa em dia. Estava apurado, pois teria ainda que passar em casa, pegar o filho do meio – tem três garotos – e levá-lo para competir um torneio infantil nas quadras do Corinthians, do outro lado da cidade. E ontem esteve nas quadras do Clube Pinheiros acompanhando o mais velho. Como diz o comercial – “tem que participar”

Perguntei ao Mattar, o segundo brasileiro com mais títulos na ATP – são sete – como era quando ele era garoto. “Geralmente a minha mãe levava e o meu pai buscava. Sempre tinha um deles presente. Mas, na época, havia bem menos torneios infanto-juvenis do que atualmente”. Apesar das atribulações e correrias de sua vida, Mattar voltará ao Harmonia na terça à noite para assistir a estréia de Thomas Bellucci.

O ambiente no clube fervia com as repercussões das declarações de Bellucci e a réplica de alguns tenistas. Além disso, a pergunta que rondava o clube é sobre qual será o próximo técnico de Bellucci.

Thomas treinou com Thiago Alves, que continua dando incrivelmente forte na bola com sua direita e ambos realizaram um belo treino.

Após o set entraram em quadra Tiago Fernandes e seu técnico Larri Passos – os dois, obviamente, estavam treinando em outra quadra antes, pois Tiago aqueceu alguns serviços e foi para o jogo. Os tenistas deram barbaridades na bolinha e apresentaram um alto padrão – o primeiro game, no serviço de Thomas, demorou uns 10 minutos e teve emocionantes trocas de bolas.

Tiago é um tenista com excelentes golpes, ótima envergadura, imagino que tenha mais de 1.90m, o que vai possibilitar que seu serviço seja ainda melhor do que já é, com boa velocidade para chegar nas bolas laterais, sabe correr para frente, ainda tem que melhorar seus voleios, apesar de não aparentar receio de ir decidir os pontos na zona do agrião.

Além disso, como me apontou Larri, enquanto acompanhava os pontos do pupilo, está aprendendo a ter um “Plano B” e um “C” e não se limitar a ser um tenista unidimensional, uma praga que assola o tênis atual, especialmente entre os mais jovens. Tiago mostrou algumas variações, executou uma passada de slice no apuro da corrida que não é bola para qualquer um, deu na bola como gente grande, mudar o ritmo, para o alto e para baixo, quando apurado e, obedecendo a um comando, sacou alto no drive do adversário, um golpe pouco visto por aí.

Do outro lado da rede, a ausência de João Zwetsch evidenciava a presença de Roberto Marcher, conhecido como “O Bruxo”, e a eminência parda por detrás do atual numero 1 do país. Roberto, para quem não sabe, foi tenista na mesma época do que eu, possui um excelente conhecimento teórico e pratico do tênis, além de uma erudição não muito padrão pelas quadras, que está tentando passar para o pupilo, e já trabalhou como técnico de inúmeros tenistas.

A presença desse quarteto na Quadra 1 do Harmonia, aguçou as conversas de bastidores sobre os boatos de Bellucci vir a treinar com Passos.

Duvido que teremos alguma definição de imediato sobre o assunto e menos ainda alguma declaração das partes. Eu diria que um certo flerte existe, esperado até pelas circunstâncias. Se alguém vai pegar na mão eu não sei dizer.

Pelo perfil de Bellucci, ele pode ser atraído por dois perfis razoavelmente opostos de treinadores. Um deles é o mais “amigo” e “parceiro”. O outro o mais exigente e cobrador. Pelas suas declarações recentes, Bellucci deve contemplar um técnico lá fora, um argentino talvez, e viver com o ônus e o bônus de tal decisão.

Se escolher alguém por aqui, a primeira suspeita recai sobre Passos, que, não esqueçamos, nunca foi técnico de passar a mão na cabeça de ninguém. Com ele o bicho pega – é o atual Capitão Nascimento das quadras nacionais. Se optar por esse caminho, Bellucci também estará fazendo também uma opção pelos bônus e ônus.

Acredito que primeiro o tenista defenderá o título em São Paulo e irá a Paris jogar o último Masters 1000 da temporada. Depois, terá duas semanas de férias, tempo para pensar e decidir qual parada irá assumir para enfrentar a temporada 2011.

Passos, Fernandes, Marcher e Bellucci – quadra em quadra.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 18 de agosto de 2010 Juvenis, Tênis Brasileiro, Tênis Masculino | 16:43

Porta-bandeira

Compartilhe: Twitter

O jovem tenista brasileiro Tiago Fernandes teve o privilégio de carregar a bandeira brasileira na abertura dos Jogos da Juventude em Cingapura e junto com a bandeira veio o peso da responsabilidade de se dar bem em torneio onde era, como cabeça de chave #3, um dos favoritos.

Logo na estréia teve dificuldades, vencendo apertado no terceiro set. Passou em dois sets para a terceira, quando acabou sendo derrotado pelo jovem russo Victor Baluda nas quartas de final. Todos os competidores têm entre 14 e 18 anos, o que dá ao evento o perfil de um torneio juvenil.

O técnico Larry Passos tem “protegido” o rapaz, chegando ao ponto de não aceitar convite para o Brasil Open para não o expor. Aos poucos Tiago começa a jogar os torneios Challengers, assim como vinha jogando os Futures, ainda misturados com alguns eventos juvenis de porte. Essa mistura é positiva e ninguém melhor do que o técnico para decidir o que é melhor para o seu pupilo.

Mas confesso que fiquei apreensivo ao escolherem, e permitirem, que Tiago portasse a bandeira na abertura, o que o colocou novamente sob os holofotes e aumentou a pressão por um bom resultado. A derrota prematura sinaliza que talvez o rapaz tenha sentido.

Tiago – muito futuro pela frente.

Autor: Tags:

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010 Juvenis, Tênis Brasileiro | 11:42

Pauta

Compartilhe: Twitter

Recebo um email de uma jornalista com perguntas sobre Thiago Fernandes. A pauta é tão óbvia que achei ser uma oportunidade fazer o post.

Ainda há tempo de se aproveitar os resultados de Kuerten para criar uma nova geração de profissionais com destaque no circuito?

A última conquista de Kuerten foi há seis anos e seu ultimo grande título há nove. Se havia a chance de pegar um empurrão já era. Mas por muitos anos Kuerten será o parâmetro de expectativa de fãs e da imprensa – para o martírio dos tenistas, que ficaram naquela eterna, e verdadeira, mantra de “não quero ser comparado…”, enquanto insistem em “um novo Guga”.

A vitória de Tiago é um fato isolado ou resultado de alguma ingerência da CBT?

Aos 11 anos Tiago começou a treinar com Carlos Chabalgoity em São Paulo, onde o ex-tenista tinha um projeto de desenvolver talentos. Os dois treinavam e viajavam juntos e após a participação de Tiago no Orange Bowl até 14 anos, ele tornou-se o 1º do ranking mundial na categoria, assim como Chapecó havia feito em sua juventude.

Alí a sua personalidade e talentos já davam seus primeiros sinais de existência. O rapaz vinha a São Paulo e ficava na casa do treinador, assim como este ficava em minha casa quando o treinei. Eventualmente, por falta de patrocínio, o projeto de Chabalgoity foi cancelado e Tiago foi para Camburiú na academia de Larry Passos. Onde mesmo entra a CBT?

Caso seja concretizada a negociação entre CBT e a Academia Play Tennis, este CT poderá trazer melhorias para o desenvolvimento para tênis brasileiro?

Um CT é uma renvidicação antiga de tenistas e técnicos brasileiros. Sua realidade deverá abrir uma porta de oportunidades que poderão se tornar realidade, dependendo da maneira e do material humano ali colocado para trabalhar.

Quanto ao fato de Tiago não aceitar o convite do Brasil Open para um lugar na chave principal, e sim no qualy, é uma orientação óbvia de seu treinador. Neste momento foi criada uma enorme expectativa para cima do garoto e sabemos bem como a imprensa é nessas horas. Levanta e, quando o neguinho está todo flutuante, larga.

Um lugar na chave principal pouco acrescentaria à sua carreira e muito poderia atrapalhar. Não é hora, nem necessário o colocar contra os cachorrões. O qualy está de bom tamanho para testar suas armas e lá a pressão será menor, apesar de existente. Se estiver pronto passará pelo qualy, o que trará muito mais à sua carreira do que uma passagem gratuita à chave principal.

A verdadeira questão estratégica é até que momento Tiago disputará os torneios juvenis e como fará a delicada e crucial transição para os torneios profissionais de menor escalão.

tiago_30_04 Tiago – entre opções.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010 Tênis Masculino | 16:05

Final brasileira

Compartilhe: Twitter

Como as boas coisas funcionam no boca a boca tratem de divulgar. A ESPN mostrará esta noite, depois do jogo da NBA entre Los Angeles e Philadelphia, que começa às 22hs, a final do torneio juvenil do Aberto da Austrália entre o brasileiro Tiago Fernandes, que completa 17 anos hoje, e o australiano Sean Berman. O jogo deve ir ao ar lá pela 12:30 da manhã.

São alguns os brasileiros que estiveram na final de um torneio de juvenil do GS – Edison Mandarino, Thomaz Koch, Felipe Tavares, Ivo Ribeiro, Ronald Barnes – e todos perderam na final.

Até uns 15 anos atrás o Orange Bowl, jogado em Miami Beach, tinha mais importância do que qualquer um deles. Nos últimos anos o Orange perdeu seu brilho e os torneios do GS ocuparam seu espaço.

A final de Tiago, treinado pelo ex-técnico de Gustavo Kuerten, Larry Passos, é um momento especial para nosso tênis, após o término da carreira de Kuerten e o início do sucesso de Thomaz Bellucci. Não só Tiago vem tendo sucesso no circuito juvenil, assim como o excelente gaúcho Guilherme Clezar, seu rival e companheiro.

Ambos com 17 anos e sucesso no circuito juvenil, os dois têm ainda este ano e 2011 para vencer torneios juvenis. Mas suspeito que em 2011 a prioridade de ambos será o tênis profissional.

O diferencial agora é que a ESPN, através dos esforços de sua produtora Lyanne Kosaka e de seu diretor Jose Trajano, compraram a idéia de colocar o jogo no ar, o que proporcionará aos fãs do tênis uma oportunidade impar de acompanhar uma final brasileira e ver em que ponto está o tênis de uma de nossas maiores promessas.

tiago 2

Tiago Fernandes corre atrás de seu primeiro grande título.

Autor: Tags: ,