Publicidade

Posts com a Tag sloane stephens

terça-feira, 27 de agosto de 2013 Sem categoria | 10:48

Ovos

Compartilhe: Twitter

O publico do U.S. Open em New York é conhecido por ser tanto participativo como conhecedor do esporte. Por ali muito tenista, mesmo que pangarés, e poucos sofasistas. Por isso, quando eles berram algo das arquibancadas é bom ouvir.

A americana Sloane Stephens, tenista negra louca para roubar o lugar de Serena Williams, com quem já teve estresses pela imprensa, no tênis americano, passou por essa experiência na sua primeira rodada. Como a moça jogava muito mais para panga do que para pro, seus fas, ao menos fas do tênis americano, decidiram dar uma força para nao dizer outra coisa.

A moça declarou, mais para um desabafo, que tinha uns 75 técnicos na arquibancada. “Joga na direita dela”, “saca na esquerda”, “vai pra rede” e por aí vai. Mas teve um cara que realmente mexeu com ela quando, após perder o 10 set e estar cheia de gracinhas para perder o 2o, mandou um aviso alto e claro das arquibancadas: “se você nao se acertar aquela mulher vai pegar o seu prêmio de segunda rodada”. Como Sloane nao é ainda nenhuma Serena, pelo menos em termos de conta bancária, achou melhor “get it together” como sugeriu o “coach” das arquibancadas, que merecia pelo menos um novo ingresso, se nao um jantar, já que a diferença ali era de U$21 mil.

Enquanto isso, Serena, que vive uma nova fase na carreira, onde humilhar as oponentes é só uma continuaçao do mesmo, fez a campea de Roland Garros Francesca Schiavonne reavaliar a carreira ou a aposentadoria. Deu-lhe um 6/0 6/1 e pior nao foi porque deve gostar da italiana.

Roger Federer nem entrou em quadra por conta da chuva – hoje seria uma oportunidade dos organizadores falarem algo sobre o possivel teto da quadra central. Fora isso, o japanes Nishikori, cabeça 11 deve estar pensando de onde veio esse fantasmaço inglês Evans que lhe deu de chicote. Falando em surpresa, mas seria mesmo, o Gulbis perdeu do austriaco Maurer em 5 sets após liderar por 2×1. Eu ia escrever sobre a derrota do Thomaz Bellucci, mas achei melhor nao. O brasileiro, pelas suas caracteristicas emocionais, é um tenista que precisa estar confiante para jogar seu melhor. Como isso nao vem acontecendo, entra no processo do ovo e a galinha. E nao se faz uma omelete sem quebrar os ovos.

178004661

Francesca nos ombros de um pegador de bolas.

 

 

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013 Tênis Feminino | 15:05

Passando o bastão

Compartilhe: Twitter

Posso estar errado, duvido, mas em breve o tênis feminino americano não dependerá mais das irmãs Williams para conquistas como foi o caso na ultima década.

Durante o Aberto da Austrália assisti algumas tenistas que mostraram qualidades  que podem agitar o circuito. Jamie Hampton foi uma delas. A moça, que recém completou 23 anos tem muito talento, bate bonito, pode jogar, só não sei se tem a cabeça vencedora. Passou pela Ursula Radwanska, Khumkhum e perdeu no 3º set para a Azarenka.

Mas temos algumas ainda mais jovens e surpreendentes. Madison Keys, que ainda vai completar 18 anos em Fevereiro, pega pesado, tem bom tamanho e golpes pesados, jogou seu 1º Grand Slam, passou pela Dellacqua e a Paszek, e perdeu em jogo parelho para a Kerber.

Mas quem colocou as manguinhas de fora de uma vez foi a Sloane Stephens que, não sem uma ponta de ironia, mostrou pouco respeito pela coleguinha e suposta mentora Serena Williams, passando assim para a semifinal como a zebra do evento. Ela já era #25 do ranking, antes do AA.

É claro que a moça foi favorecida por uma evidente contusão de Serena Williams no meio do 2º set. Ele até tremeu para fechar este set, mas passou o teste, soube fechar e administrar o set final.

Chegar a uma semifinal de GS aos 20 anos é uma conquista. Em especial para o tênis americano que vem investindo barbaridades em dólares sem o sucesso esperado. Acreditar em Oudin etc não levou a nada. Agora as tenistas americanas tem uma representante brigando por títulos de GS, que pode abrir as portas para outras arrojadas e confiantes, enquanto os homens só apresentaram recentemente um Ryan Harrison, que tem muito feijão para comer para oferecer sonhos ao pessoal de casa.

Sloane – lembra alguém?

Autor: Tags: ,