Publicidade

Posts com a Tag kaká

quarta-feira, 28 de novembro de 2012 Light, Tênis Masculino | 10:39

Federer brasileiro

Compartilhe: Twitter

Dizem por aí que Roger Federer vai ganhar Euro 1.5 milhão por partida na sua tour da América do Sul. Só no Brasil serão uns R$8 milhões. Imaginem o quanto vai custar aquela festa com todas aquelas estrelas, que incluem Serena Williams, Maria Sharapova e Vic Azarenka (#1 do rankig). Será o maior evento tenistico do país por muito tempo, algo que vai agitar não só o mundo do tênis, mas a cidade como um todo.

Pelos 8 milhões o Federer tem que fazer muito – espero que tambem dentro da quadra, sem as frescuras que por vezes cercam as exibições – e com muita intensidade. Um espetáculo de técnica, plástica e qualidade, sua marca registrada e o que aprendemos a respeitar e amar. Até porque essa é a nossa grande e única chance de ver o Mestre ao vivo. A não ser que ele dure até o Rio olímpico.

Fora da quadra o comprometimento comercial com o evento, e o patrocinador, está sendo enorme, condizente com a grana envolvida, o tamanho do espetáculo e a expectativa brasileira. Chequem só o video abaixo realizado pela Gillete, patrocinador dele e do evento. Fizeram até o cara falar português. Com um sotaque estranhíssimo, misturando uma ginga brasileira, com a qual ele não tem problema, e uma sonoridade estranha, e um humor federesco. Melhor ainda foram as cortadas e os gols, tudo de voleio. Adorei a idéia e o conjunto da obra.

PS: para quem não sabe, David Ferrer não vem mais e no seu lugar entra Tommy Hass, uma opção interessante.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 15 de junho de 2010 Light, Tênis Masculino | 12:23

Quem?

Compartilhe: Twitter

Daqui a pouco tem estréia do Brasil na Copa. Vou receber alguns amigos para acompanharmos pelo telão, logo após degustarmos um penne ao pesto, uma das especialidades da casa, já que planto e colho o próprio manjericão.

Enquanto cheio de alegres expectativas, tenho minhas duvidas quanto ao sucesso do time. Pelo menos não teremos aquela viadagem da última copa, onde cada um dos presentes estava mais preocupado com seu marketing pessoal do que com o título. A começar pelo Parreira o que foi uma grande decepção. Como o universo vive de ações e reações, hoje o Dunga é o chefe.

A minha maior dúvida, pelo menos antes da bola rolar pela primeira vez conosco em campo, é saber quem vai “liderar” esse time. Ao liderar eu quero dizer quem vai assumir a responsabilidade de fazer o nosso time ganhar, o que, na maioria das vezes, se traduz em enfiar, ou passar, a bola nas redes adversárias. Porque enquanto Dunga liderava o time em 1994, uma responsabilidade também vital a um time vencedor, foi o Romário que assumiu a responsabilidade de tornar a vitória uma realidade. Assim como fizeram Didi, Pelé, Garrincha e Vavá em 58, Garrincha e Amarildo em 62, Gerson, Pelé e Jairzinho em 70, Rivaldo e Ronaldo em 2002.

Esses nomes não tiram os méritos dos outros em campo, pelo contrário, já que são necessário 11 ou mais para vencer uma partida e um campeonato. Mas todo time campeão precisa de um jogador que paire acima dos outros, a quem estes olhem e procurem na hora da onça beber água. E que, acima de tudo, não só assuma a responsabilidade de agir, mas que tenha a técnica e a força para resolver.

Imagino que muitos vão falar; é o Kaká. Só que Kaká esteve em campo na última Copa e, apesar de estar em uma posição crítica em campo, também se eximiu. Além disso, nunca me marcou como um jogador de chamar a responsabilidade de fazer seu time vencer uma competição. Mas, é um enorme talento, foi eleito o melhor do mundo e, aos 28 anos, essa é a sua hora. Se não brilhar, me pergunto mais uma vez – quem vai fazer nosso time vencer?

Falando em vencer, a dupla pão de queijo Marcelo Melo e Bruno Soares, venceu os cabeças de chave 1 – Kubot e Marach – na grama de Eastborne. Com a vitória sobre os irmãos Bryan no saibro de Paris, espero que eles adquiram ainda mais confiança para aumentar a constância de suas vitórias, uma necessidade para conquistar títulos, justamente às portas de Wimbledon.

Maicon – um cara que gosta de decidir.

Autor: Tags: , , ,