Publicidade

Posts com a Tag dani valverdu

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015 Aberto da Austrália | 14:04

O ex.

Compartilhe: Twitter

Bem, graças à SKY, hoje podemos gravar programas e assistir quando quisermos – e sem comerciais!. Por isso devo assistir algo da partida pelas semis entre Berdich e Murray. Um confronto que promete. À parte da rivalidade, no bom sentido, entre ambos, e a disputa direta pelo ranking – Murray é #6 e Berdich #7 – os dois atualmente tem um crucial detalhe a mais a considerar. Pelo menos assim pensa o resto do mundo.

No ano passado, quando Murray anunciou a contrataçao de Amelie Mauresmo como técnica – e só podia ser ele, que adora ter a mae nas arquibancadas, a faze-lo (quanto será que a mae teve a ver com a decisao??) o seu circulo íntimo nao gostou nada. E chiaram. Em um primeiro momento Andy conseguiu contornar a situaçao. Mas nao durou.

Primeiro foi-se o preparador físico – aquele careca que sempre estava por perto – e em Novembro, após uma longa conversa, foi-se Daniel Valverdu, ex colega de treino na Espanha e que ficou cinco anos a seu lado como hitting partner (o cara que o aquece, treina com o tenista, come com o tenista e só, espero, nao dorme com o tenista – as mulheres top só treinam com eles, e nunca entre elas). O venezuelano se dava super bem com Ivan Lendl, com quem foi esperto o bastante para aprender. Mas o relacionamento com Mauresmo nao vingou e os dois acharam melhor a separaçao.

Meados de Dezembro Berdich descartou seu antigo técnico e o preparador físico. Contratou um preparador croata e Valverdu. Com a mudança radical, e na temporada que completará 30 anos, já devia estar pensando em dar um upgrade na carreira. Também chacoalhou a árvore.

Um detalhe – e isso já é lógica minha e nao um fato que eu tenha lido ou ouvido.

Nao é grande segredo que Berdich esticava um olho na direçao de Lendl, seu conterrâneo, desde de que este abandonou o barco de Murray. Deve ter insistido quando decidiu fazer e reviravolta na carreira. Lendl nao quer saber de viajar mais. É bem possível que Berdich tenha ouvido de Lendl que Dani Valverdu era o cara. Vale lembrar que o técnico declarou, mais de uma vez, a importância de Daniel no seu trabalho e na carreira de Murray e que tinha gostado muito de trabalhar com ele, Dani. Berdich comprou a idéia.

A vitória de Berdich sobre Nadal, que teve lá seus petelecos táticos, mostra o dedo de Valverdu. Na sua ultima entrevista no AO, Murray teve que responder a várias perguntas sobre o assunto. Se esquivou, dizendo que enfrentaria Berdich e nao o ex-técnico. Nao foi nem um pouco indelicado com o rapaz.

Mas deixou seu cutucao: disse que se Daniel sabe bastante de seu jogo, ele sabe o que Dani pensa do jogo de Berdich; “porque ele me disse”. Ouch

Autor: Tags: , ,