Publicidade

Arquivo da Categoria Curtinhas

quinta-feira, 9 de junho de 2011 Curtinhas, Porque o Tênis., Tênis Brasileiro, Tênis Feminino, Tênis Masculino | 12:55

Dia do Tenista

Compartilhe: Twitter

Não sei quem o inventou, até porque até pouco tempo não existia, mas foi decretado – seria essa a palavra apropriada – que hoje é o Dia do Tenista. Como, imagino, todos vocês devem ser tenistas, pelo menos os não residentes de um sofá, deixo aqui a minha celebração deste dia. O chato é que, pelo menos aqui em São Paulo, o dia está uma droga e há poucas chances de entrarmos em quadra. Seria nela que poderiamos realmente celebrar a nossa data.

Autor: Tags:

quarta-feira, 18 de maio de 2011 Curtinhas, Light | 11:37

Delicadezas

Compartilhe: Twitter

Dia frio, ruim para as dores no joelho, eu me vingo com uma boa notícia e um vídeo para nos alegrar.

Juan Del Potro anunciou pelo twitter que irá a Paris. Ele estava sem jogar por conta de um problema muscular na altura da cintura, mas disse que vai dar sua presença em Paris. Espero que de mesmo e de para jogar delicadezas bem.

O vídeo é de uma jogada da partidaça entre Roger Federer e Richard Gasquet em Roma. O jogo, entre dois tenistas ricos em talento e habilidades, proporcionou jogadas inesquecíveis.

No entanto, a que deve ter dado mais assunto para conversa no jantares de pasta e chiantti naquela noite em Roma foi a que mostro abaixo. Um momento de sutileza, deixando claro que no tênis a graça e a habilidade falam alto e encantam.

Autor: Tags: ,

terça-feira, 17 de maio de 2011 Curtinhas, Light, Tênis Masculino | 10:32

Larga!

Compartilhe: Twitter

Enquanto alguns leitores chegaram ao ridículo de quererem gozar o espanhol Rafael Nadal pelo tombo durante a final de Roma, eu enxerguei algo bem distinto.

O tenista aprende bem pequeno, ou pelo menos deveria, a largar a raquete quando cai em quadra. Já vimos muitos casos onde eles fazem isso, como já vi alguns onde eles não o fizeram, só para ter seus dedos esmagados e esfolados entre o cabo da raquete e o chão.

Um detalhe me chamou a atenção no fato de Nadal não ter largado a raquete quando ele tropeça e cai. É o claro fato de que Nadal não largou a raquete, porque tinha toda a intenção de se equilibrar e continuar no ponto. Percebam que ele luta para ficar em pé, só para se estatelar de vez, tudo muito rapidamente, só desistindo quando vê a bola passar.

O risco que correu, de acabar com seus dedos, o que não seria a primeira vez, nos dá a exata idéia de que tipo de competidor ele é; alguém que sempre nos assegura que o dinheiro do ingresso, ou o tempo sentado no sofá na frente da TV, valerá a pena.

Autor: Tags:

quinta-feira, 12 de maio de 2011 Curtinhas, Tênis Masculino | 10:26

Mala suerte

Compartilhe: Twitter

Os argentinos continuam sem muita sorte no circuito. Só para se ter uma idéia, Thomaz Bellucci é hoje melhor classificado do que qualquer Hermano, o que fazia tempos que não acontecia – desde de Kuerten.

Nalbandian está no estaleiro, não joga Roland Garros, por conta de um problema muscular e outras cositas más que teve após seu breve retorno às quadras – não se sabe direito o que se passa, já que seu manager fala, genericamente, que ele “não está bem”. Dizem que volta para os eventos na grama.

Juan Del Potro também abandonou o torneio de Roma e não sabe se joga em Paris, por conta de uma nova contusão – ele ficou quase um ano longe das quadras por problemas no punho. Desta vez, o problema é um dos músculos da perna direita. Como já disse que seu foco é o segundo semestre e as quadras duras, vamos ver se vai bater a ansiedade de jogar o GS do saibro ou não.

Delpo vem jogando com o ranking protegido (#5, que não serve para ser usado na escolha de cabeças de chave) e é o terceiro tenista que mais partidas jogou na temporada, o que mostra sua vontade de adquirir ritmo e voltar a ser um dos cachorrões do circuito. Mas isso tambem teve seu preço em uma musculatura que perdeu algo da força, após tanto tempo sem competir, independente de toda a fisioterapia que deve ter realizado.

Como ninguém é de ferro, Delpo aproveitou a viagem a Buenos Aires para divulgar um novo e importante patrocínio, que deve lhe render os sempre bem-vindos dólares. 

Delpo sorrindo – sem jogar, mas faturando.

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 4 de abril de 2011 Curtinhas, Light, Tênis Masculino | 15:28

Aos 7 anos

Compartilhe: Twitter

Para os fãs do campeão de Miami, dois vídeos de quando o Djoko tinha sete aninhos. Um deles, o da entrevista, eu já havia postado.

O outro mostra que o garoto smashando e sacando. Infelizmente, não vemos nada dos golpes de fundo de quadra. Mas já evidente a paixão por estar em quadra. E não foi dali que ele trouxe o hábito de demorar para sacar!

Autor: Tags:

domingo, 13 de março de 2011 Curtinhas, Tênis Brasileiro, Tênis Masculino | 22:03

Sorriso

Compartilhe: Twitter

Para quem gosta de tênis, em especial para quem gosta do Thomaz Bellucci, tem que ficar contente com o sorriso que o brasileiro soltou ao final da partida, após bater o alemão Becker em Indian Wells, quando olhou para as arquibancadas após apertar a mão de seu adversário. Fazia tempo que eu não via o tenista tão espontaneamente contente – algo que só a alegria de uma procurada e desejada vitória pode trazer.

Na próxima rodada ele enfrenta Thomaz Berdich pela quarta vez. O checo tem duas vitórias e o brasileiro uma. Todas as partidas foram bem equilibradas.

Thomaz – sorrindo de novo.

Autor: Tags: ,

sábado, 12 de março de 2011 Curtinhas, Light, Tênis Masculino | 10:44

Até o fim.

Compartilhe: Twitter

Como amanheceu um Sábado perigoso para o tênis, o céu não me parece promissor, pensei em colocar um ou dois videos só para o pessoal ter algo a mais a fazer, além de ler um post que ainda pretendo escrever.

O video abaixo mostra o “mano Monf” fazendo aquilo que mais gosta na vida. Correr atrás de uma bolinha. Enquanto boa parte dos tenistas odeia correr de um lado para o outr da quadra, o francês tira disso um prazer que beira o Nirvana.
Especialmente na frente de seu próprio público.

O adversário é o croata Cilic, um tenista que tinha tudo para ser um dos mais perigosos do mundo (ainda mais do que é) mas vive perdendo para si próprio. O ponto mostrado é um exemplo do fato. No fim das contas, Cilic simplesmente erra uma bola fácil pela frustração de ver o adversário fazer algo que ele elege não fazer – lutar até o fim.

A partida, realizada em Paris Bercy, em 1999, terminou com a vitória de Monfils, que virou o jogo.

Autor: Tags: ,

terça-feira, 8 de março de 2011 Copa Davis, Curtinhas, História, Tênis Masculino | 14:21

O mais rápido

Compartilhe: Twitter

Para nós brasileiros não é grande notícia. Já os americanos, tarados por estatísticas e recordes, o saque dado pelo croata Ivo Karlovic a 251 km/h, nas duplas em que foi derrotado na Copa Davis, causou um belo alvoroço. Até porque o recorde anterior, de 249km/h pertencia ao americano Andy Roddick.

É um tanto difícil entender essa cultura americana aqui abaixo do equador. Para eles o mundo é muito mais de números do que é para nós. Aliás, ainda procuro descobrir do que o mundo é feito para nós.

Por aqui, na cultura do futebol, uma firula vale infinitamente mais do que um desarme. Já na cultura do tênis, neste país sem tradição neste esporte, a única coisa que parece contar são resultados. O cara ganha é gênio, o cara perde, um inútil. Ainda querem que eu concorde com absurdos como se minha visão do esporte tivesse a profundidade de uma tigela rasa.

De qualquer maneira, Karlovic, pressionado pelo 40×40 em seu saque e com um set abaixo, enfiou a mão na bola que foi na direção do adversário que não teve nenhum controle da deformada peludinha. Vejam a cara do adversário após o ponto!

Um saque que entra na história em mais uma partida em que o simpático croata preferirá esquecer.

Autor: Tags: , ,

sábado, 27 de novembro de 2010 Curtinhas | 14:27

Momento

Compartilhe: Twitter

Nadal acaba de quebrar no início do terceiro set, fazendo 2×1. Será que a bola do jogo vira a ser aquela curtinha do Murray, no 1×1, 30×40 e segundo BP no game contra o espanhol??

Autor: Tags:

sexta-feira, 26 de novembro de 2010 Curtinhas, Tênis Masculino | 11:15

Golpe de vista

Compartilhe: Twitter

Algum tempo atrás escrevi sobre a eventual importância de um determinado ponto dentro da partida para a determinação de quem ganha ou perde o jogo.

Na ocasião alguns contestaram a colocação, talvez por não ter a vivencia no assunto. Fico imaginando se os ajudou trocar de posição após assistir o set point desperdiçado por Robin Soderling ontem, no tie-break, ao largar um voleio ao fazer um ridículo golpe de vista, que estava mais para um “pelo amor de Deus sai” do que “esse eu sei que sai nem que seja um dedo”. Pelas declarações de ambos, pelo menos para eles não há duvidas sobre o assunto.

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última